Psicóloga Clínica (CRP/05:34.146)

Terapia Cognitivo-Comportamental
e Coaching

Rio de Janeiro, Brasil

E-mail: contato@alinesardinha.com
 
 
 
Psicoterapia
 A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) começou a ser desenvolvida por Aaron Beck no início da década de 60. É um sistema de psicoterapia que reúne um conjunto de princípios e estratégias derivadas de uma teoria da personalidade e psicopatologia compatível com o conhecimento mais atual em neurociências. As premissas básicas, as técnicas e a eficácia da TCC se baseiam em um grande volume de evidências, pesquisas e publicações científicas. Tais pesquisas fornecem dados consistentes acerca dos correlatos neurais dos transtornos psicológicos e do funcionamento das estratégias psicoterápicas no domínio comportamental e cognitivo.

Nas últimas décadas, o modelo de intervenção Cognitivo-Comportamental passou por inúmeros refinamentos e atualmente atinge um elevado grau de especificidade para os mais variados tipos de transtornos emocionais, em comparação a outros sistemas de psicoterapia. A análise de uma série de estudos de resultados clínicos demonstrou que a TCC é altamente eficaz no tratamento de transtornos de humor e de ansiedade, transtornos alimentares, transtornos sexuais, dependência química, tabagismo e muitos outros transtornos psicológicos e médicos. Além disso, a terapia também é eficaz para ajudar pacientes com problemas de relacionamentos interpessoais, problemas no desempenho profissional, insegurança, baixa auto-estima etc.

A TCC é baseada no pressuposto de que as emoções e os comportamentos de um indivíduo são influenciados, em grande medida, por crenças que moldam suas atitudes e o significado que atribui às experiências. Assim, tanto os transtornos psicológicos como os demais problemas enfrentados pelos clientes decorrem de um modo distorcido ou disfuncional de perceber os acontecimentos, que influencia os sentimentos e o comportamento.
O objetivo da TCC não é o de interpretar ou de tentar criar uma teoria de leis gerais sobre o funcionamento da mente humana, mas sim, o de levantar hipóteses gerais acerca de como cada indivíduo construiu a sua realidade e analisar os padrões de pensamento gerados por estas crenças, que, sendo inadequadas ou disfuncionais, podem vir a gerar conflitos e sofrimento. Através das técnicas cognitivas propõe-se, então, a mudança dessas crenças e, consequentemente, o alivio do sofrimento emocional, melhorando a qualidade de vida do cliente.

O foco principal da terapia está em como os problemas (atuais ou passados) interferem na vida diária, em ajudar o cliente a entender esses problemas e a desenvolver maneiras mais adaptativas de lidar com eles. Apesar de ser uma terapia focada na obtenção de resultados objetivos, a Terapia Cognitivo-Comportamental se preocupa em entender profundamente o problema do cliente e em desenvolver estratégias que assegurem a durabilidade dos resultados alcançados. A terapia procura ter um entendimento individual de cada caso, uma vez que a experiência pessoal de cada indivíduo vai ser determinante na formação de seu sistema de valores e crenças sobre si mesmo e sobre o mundo.

A TCC é um trabalho em conjunto entre o paciente e o terapeuta. Juntos, estes planejam como identificar e trabalhar com os pensamentos, sentimentos, comportamentos e sensações. Além disso, as metas são estabelecidas conjuntamente e os passos para alcançá-las são planejados e avaliados sistematicamente, a fim de adequar ao máximo a terapia às necessidades do cliente. Esse é um dos motivos pelos quais a Terapia Cognitivo-Comportamental é tão eficaz e costuma produzir resultados em menor tempo do que as demais psicoterapias.

Entre em contato para saber se a Terapia Cognitivo Comportamental pode te ajudar!